domingo, 28 de outubro de 2007

Enfim, o IELTS!

Faz tempo que não postamos nada, mas sé é que há desculpa plausível para essa ausência, estamos sem acesso à Internet em casa.

De qualquer forma, vamos tratar de resgistrar a nossa história rumo ao Canadá:

No final de semana passado, precisamente no dia 20/10, fomos a Curitiba para eu finalmente fazer o tão falado IELTS. Como bem definiu o Daniel (que também fez a prova no mesmo dia, só que lá em Fortaleza), foi uma experiência "intensa".

Speaking

No início da manhã, pontualmente às 08:35 conforme informava o e-mail que eu havia recebido, me chamaram para o Speaking Test. A examinadora chamava-se Mary, que é holandesa e mora em Curitiba.

Apresentamo-nos, ela explicou que o teste seria gravado, e perguntou-me onde eu morava. Perguntou então como é o clima na minha cidade, se eu gosto desse clima, e se eu prefiro calor ou frio.

Perguntou se eu trabalho ou estudo. Perguntou no que trabalho, e se eu prefiro trabalhar ou estudar (e por que).

Depois deu-me o cartão com o tema sobre o qual eu deveria falar por 1 ou 2 minutos. O meu cartão pedia para eu falar sobre alguma mudança importante na minha vida (qual foi, por que é importante, quais as conseqüências dessa mudança), e eu resolvi falar sobre a nossa decisão de imigrar para o Canadá (fácil, né?).

Ela então perguntou a minha opinião sobre mudanças - se eu acho que as pessoas devem procurar mudanças ou evitá-las, se mudança implica em progresso, etc.

Bem, se não me falha a memória, foi isso aí. A prova foi rápida, e particularmente nem me pareceu propriamente aquele conhecido "clima" de prova. Foi uma conversa tranquila, a examinadora muito gentil, e acho que fui bem.

Na verdade, já fui pra prova bastante confiante, até porque minha professora que acompanhou minha preparação para o IELTS, que é britânica, vivia dizendo que não tinha nenhum receio do meu speaking. Procurei usar a maior diversidade de vocabulário possível, tempos verbais (past perfect e present perfect), e palavras/expressões de ligação (on the other hand, however, thus, etc.).


Listening

Exatamente como os simulados que havia feito. É preciso estar concentrado e bem focado, por que a dificuldade não é entender a conversa, mas captar a informação específica que é solicitada.

A dica é treinar o máximo possível com os simulados, pra se acostumar à natureza do teste. A maior dificuldade, e também a melhor dica para o momento da prova, é não ficar nervoso nem perder tempo se não conseguir pegar uma resposta - parta pra próxima ou vai perdê-la também!


Reading

Pra mim, a maior surpresa do teste foi aqui. Fiz dezenas de simulados e sempre com muito bons resultados. No teste, entretanto, tive muita dificuldade com o tempo.

Na verdade, gastei muito tempo no último texto (muito chato por sinal, sobre a história das bicicletas) e tive de correr contra o tempo para terminar o teste - tive de chutar 4 questões em que ainda tinha dúvidas.

Cometi um erro bobo, simplesmente porque não tinha tido em nenhum simulado dificuldades em atender o tempo de 40 minutos. Se pudesse refazer a prova, teria realmente lido as perguntas antes do texto, o que facilitaria em dar foco à leitura.


Writing

O primeiro task era escrever para um amigo que mora no estrangeiro que havia pedido uma sugestão de que produtos importar do Brasil como negócio. Fiquei um pouco surpreso, pois em todos os simulados que eu tinha visto a idéia do primeiro task estava sempre relacionada a pedir algo ou reclamar de alguma coisa. Entretanto, acho que fui bem e ultrapassei as 150 palavras exigidas.

Já o segundo task tinha um tema que julgo bem interessante: a falta de cuidados com a saúde (ou hábitos saudáveis) na vida moderna. Acho que fiz um bom texto (sabe quando a gente se orgulha do que escreve?), mas não consegui atingir as 250 palavras exigidas. Foi também uma baita corrida contra o tempo, mas consegui dar uma revisada (e corrigir alguns erros de spelling) apesar de não ter conseguido alongar o texto em busca de mais palavras...


A verdade é que não dá pra gente prever se vai ou não conseguir o score esperado. Será preciso um pouco de paciência pra esperar o resultado. Quem viver, verá...

6 comentários:

Daniel disse...

Boa sorte....

Vi que a prova foi igual a minha. Esse texto das bicicletas realmente era chato. Algumas questões eu demorei muito para encontrar pois eram detalhes que apareciam rapidamente no texto. Era cansativo de procurar....

O Writing também foi exatamente igual. mandei meu amigo importar carros do Brasil. hahaha..acho que quebrei a empresa dele.

Abraços, espero que tudo dê certo...

Daniel
www.cravoecanelanocanada.com

Sandro e Família disse...

Estamos na torcida para que consigam a pontuação necessário para o processo.
Realmente o texto da bicicleta foi unanimidade...chaaaato !!!

Abração

Silney disse...

Ola...estava visitando o blog de vcs..e vi q vcs sao de SC.. litoral norte.
Não iniciamos o processo ainda..mas estamos nas pesquisas..
Tuas notas no IELTS foram para arrazar heim!!!rs... parabens..
Nós estamos em Joinville... e vcs?
Abraços

Silney disse...

ei desculpa.. misturei um pouco os blogs.. é q tinha acabdo de ver o blog da mariana..q publicou as notas dela...e foram otimas..e quando fui escrever para vc..estava com aquelas notas na cabeça!!A sua ainda nao saiu ne!?
Vamos ficar torcendo por tuas notas tb.ok!
Desculpa mais uma vez.

Casão disse...

Olá!!!

Também fiz a prova nesse dia (aqui em Fortaleza). No meu caso também me surpreendi com o reading porque nos simulados (em casa) sempre sobrava tempo. Mas no dia da prova, a coisa muda!!! Muito chato (e longo) o das bicicletas.

Depois, se tiverem um tempinho, dêem uma olhada no meu blog (http://suandofrio.wordpress.com) onde também falei sobre a prova.

Abração e boa sorte pra todos nós.
Casão

Ninha disse...

Ola Boa Noiteeee

Haverá um ENCONTRÃO VIRTUAL com os futuros imigrantes canadenses no msn, domingo 25/11 às 22h - Brasil.
Compareça, você poderá trocar informações e fazer amigos - quem sabe encontre seu futuro vizinho de porta - rs!!!
Meu end. g.pratti@hotmail.com ou ninhadib@hotmail.com

Espero vc la !